NOTÍCIA

Por que o Brasil tem tantos advogados

País tem um profissional do ramo a cada 209 habitantes, uma das maiores densidades do mundo. Nos EUA, a proporção é um a cada 246 pessoas, e no Reino Unido, um a cada 354
A Ordem dos Advogados do Brasil informou em novembro de 2016 que contabilizou, pela primeira vez, mais de 1 milhão de advogados no país. A cifra coloca o Brasil entre os países com maior densidade de advogados em relação à sua população no mundo — há um profissional do ramo a cada 209 habitantes. Nos Estados Unidos, a proporção é um advogado a cada 246 pessoas, e no Reino Unido, um a cada 354. O Brasil também é o país com o maior número de cursos de direito no mundo. São 1.174 cursos de graduação na área. Nos Estados Unidos são 280, e no Reino Unido, 95, segundo a OAB. Para ser advogado no Brasil, é preciso obter um diploma de graduação em direito, passar em um exame e pagar uma tarifa anual à entidade que representa a categoria. A densidade de advogados em relação à população varia muito entre os Estados brasileiros, de acordo com as características sociais e econômicas de cada um. No Distrito Federal, onde se concentram os tribunais superiores, há 84 pessoas para cada advogado. No Rio de Janeiro são 120, e em São Paulo, 157. Já no Pará, há um advogado para cada grupo de 507 pessoas, e no Maranhão, 575. Estes são os números: NO MUNDO   NO BRASIL   O número ‘ideal’ de advogados Uma pesquisa publicada em 2010 pelo professor Stephen Magee, da Universidade de Texas em Austin, nos EUA, tentou estimar qual seria o número ideal de advogados em determinados países.  Segundo o estudo, até certo ponto a existência de advogados traz efeitos positivos à coletividade, como garantia de direitos e manutenção da ordem social. A partir de determinada densidade de profissionais do ramo, contudo, o efeito se torna negativo, pois estimula um comportamento predatório no qual pessoas ou empresas tentam obter, por meio de disputas jurídicas, uma riqueza maior para si sem ter contribuído para gerar essa riqueza. O “número ótimo” de advogados de um país, segundo Magee, está relacionado a diversas variáveis, como o PIB (Produto Interno Bruto) per capita, taxas de criminalidade, nível de educação e duração média de um processo. À época, ele concluiu que os Estados Unidos tinham 32% a mais de advogados do que o “nível ótimo”. Ele não incluiu o Brasil em sua pesquisa, que hoje tem uma densidade de advogados 17% superior à dos Estados Unidos.

Fonte: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/01/02/Por-que-o-Brasil-tem-tantos-advogados

Aposentfácil 2017 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: TECLABS