INFORMATIVOS

E agora, como fica a reforma?

O Governo Federal, mesmo antes da delação premiada da JBS, já estava com dificuldade para conseguir os votos necessários para aprovação das reformas do trabalho e da previdência social.



Não se fala em outra coisa, senão da perda de apoio no Congresso Nacional, perda de governabilidade e uma sensação de profunda incerteza em todos os âmbitos.



Os Relatores das reformas, oficialmente, disseram que as agendas estão comprometidas e inviabilizadas.



Como fica o trabalhador?




Reforma trabalhista: ninguém está feliz



Os Governistas querem, com a reforma trabalhista e as regras que ela propõe, reduzir o número de desempregados e criar um novo cenário de inclusão no mercado de trabalho.



Os Oposicionistas dizem que as novas regras enfraquecem os empregados e as relações do trabalho.



O fato é que ninguém está feliz: o trabalhador está desempregado e o patrão, com tanta insegurança e incerteza, não vai contratar ninguém.



Agora o Relator da reforma trabalhista diz que não há clima para continuar a discussão no Congresso Nacional. Está tudo parado.




Reforma previdenciária: fôlego novo para o trabalhador.



Com a suspensão oficial do trâmite da reforma previdenciária no Congresso Nacional, o trabalhador ganha um novo fôlego para repensar e planejar a aposentadoria.



Tinha um monte de gente fazendo as contas se teria o tempo de contribuição e a idade mínima para aposentadoria antes da aprovação da reforma da previdência.



A previsão de aprovação das novas regras, que estava pautada para junho, pode ficar para o próximo ano e olhe lá se será aprovada como foi proposta.




Pulo do gato



Ninguém tem dúvida de que o tema da reforma da previdência voltará à tona, uma hora ou outra.



Que teremos idade mínima para aposentadoria, isto é certo.



Que o fim da aposentadoria por tempo de contribuição está próximo, isto também é certo.



Que o valor dos benefícios estão caindo e cairão ainda mais, isto os aposentados já estão sentindo.



Então o trabalhador tem que aproveitar este momento de trégua forçada e fazer um laborgrama e saber quando vai se aposentar e definir como fará as contribuições daqui para frente senão pode jogar dinheiro no lixo.




Laborgrama



Laborgrama é uma representação gráfica do tempo de serviço (labor) do trabalhador.



Ele permite a visualização gráfica dos períodos de trabalho documentados e os que podem ser recuperados, além dimensionar os períodos comuns e especiais (que permitem a aposentadoria com tempo reduzido).



Esta ferramenta auxilia o trabalhador a organizar a vida laboral, planejar a data da aposentadoria, conhecer seus direitos adquiridos e as regras de transição que podem atingi-lo.



Aposentfácil 2017 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: TECLABS